Pontos em branco

Correm os sopros vindos do mar. Gelo e ventania gritam à beira do cais. Os homens murmuram solidão e os tocos de cigarro voam rumo às ondas que se esfarelam sobre os rochedos. Os corpos dançam. Triste e amargurado fim.

Esvaiam-se as muralhas, as colinas e os corpos à beira do abismo se enegrecem pela palidez matinal. O casal senta em profunda lamúria e chora. Mulheres ainda bêbadas se esvaem em golfos de tristeza. Um poeta reage. Uma onda é manchada de vermelho. Afoga-se o seu amor em profundo silêncio. O homem à beira do abismo, recém-casado, recém-viúvo.

Correram pela areia, gaivotas. Correram. E o poeta ergueu-se diante de si mesmo e lamentou estar vivo. Correu, o tempo. Confundiam-se os dias e as noites, os meses e os anos.

Nas ruas, a velhice. As pedras nas calçadas, sobrepostas por uma vida. Sobre a chaminé torta, um gato cadavérico a lamber-se e a murmurar tristeza e solidão. O poeta reagiu. Ergueu-se diante de si mesmo e pensou. As mortas manhãs, repetidas. As ondas a se suicidarem diante dos homens à beira do cais. Algumas mulheres a morrerem de solidão. Gatos ronronando entre becos e carcaças. Correram, as gaivotas. Voaram, os pensamentos. Um grande amor a falecer.

Erguido diante de si mesmo, o poeta lamentou. Lamentou vivo estar e não sofrer. Lamentou ter de esperar a inspiração chegar, afim de que tivesse seu momento de lamúria à beira de um abismo enegrecido pela palidez matinal. Afim de que pudesse em frases, sentir no peito uma pontada de tristeza. Afim de que pudesse no seu último instante, ronronar e lamber as próprias costelas sobre uma velha chaminé e nada mais.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: